domingo, 11 de outubro de 2009

Bacalhau do Tuga


Hoje Mariana, Mirna e eu almoçamos no restaurante português Bacalhau do Tuga, na Praia dos Anjos. Fica no ponto da praia onde os passeios de barco terminam, atrás restaurante Saint Tropez.

É um restaurante pequeno mas com ótima comida e preços acessíveis. O portuguê José Pedro (Tuga) é o chef. Provavelmente, você será atendido por sua esposa Bianca, uma simpatia em pessoa que morou oito anos em Portugal. O restaurante foi inaugurado há apenas seis meses e já ganhou uma clientela fiel (com direito a livro de registros e tudo o mais).



Algumas especialidades da casa:

Bolhinho de Bacalhau
Massa do bolhinho a Kg
Pratos de Bacalhau
Pratos de Filé Mignon
Prego no Pão
Pastéis de Belém
Petiscos
O site 100% Arrail fez uma reportagem sobre o Bacalhau do Tuga. Veja aqui.
Email: bacalhaudotuga@gmail.com
Tel: (22) 2622-1108/ 9209-2525

Pousada do Capitão



Fiquei na Pousada do Capitão durante o II EWCLiPo - Encontro de Weblogs Científicos em Língua Portuguesa. Gerenciada por Paulo e Suédina, é uma pousada agradável, aconchegante, com uma arquitetura criativa, em forma de barco. As suítes tem nomes como Timão, Lanterna, Sextante, Âncora e Amarração. O melhor desta pousada, para gente que precisa se manter conectada, é o WIFI livre com banda larga de 1MB. Para mais detalhes, veja o site da pousada aqui.

O blogueiro Carlos Cardoso (ver minha entrevista com ele aqui  e sua bio aqui) que está disputando com Marcelo Tas e José Serra na categoria de melhor tuiteiro de 2009 no prêmio da revista INFO), ficou nesta mesma pousada durante o Encontro e tivemos longos papos.



Cardoso fez uma observação importante durante minha palestra, ao observar que a perda de autoridade Technorati dos blogs, que estávamos observando nos blogs científicos, não tinha a ver com um menor trânsito, mas sim com uma mudança de cultura de citação: as pessoas agora estão citando notícias e blogs via Twitter e menos via seus blogs pessoais. Preciso me lembrar de colocar o nome dele nos agradecimentos do paper sobre a blogosfera científica brasileira.




Cardoso deu uma palestra no II EWCLiPo sobre como ganhar dinheiro com blogs. Desses conselhos nasceu a ideia deste blog turístico sobre Arraial do Cabo. Site 100% Arrail do Cabo, nos aguarde!

domingo, 4 de outubro de 2009

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Praia do Farol


Passeio de barco

Praia do Forno

Praia dos Anjos


Arraial do Cabo


Arraial do Cabo é uma cidade brasileira do estado do Rio de Janeiro, na Região dos Lagos. A cidade é costeira, e tem uma altitude média de apenas oito metros. Fundado em 1985, após a emancipação de Cabo Frio. O município possui 26.636 habitantes, segundo dados de 2008 do IBGE.

História

Formação do cabo
Há cerca de um milhão de anos os ventos, as correntes marítimas e as marés começaram a depositar sedimentos entre três antigas ilhas – atualmente conhecidas como morro do Mirante, do Forno e Pontal do Atalaia –, incorporando-as ao continente e formando, assim, o cabo onde se situa a cidade.

Primeiros habitantes
Eles eram nômades e chegaram à região há cerca de cinco mil anos. Viviam em pequenos grupos no alto dos morros e desciam apenas para buscar alimentos, basicamente peixes e moluscos.

Ocupação indígena
Os tamoios eram, na época da chegada dos portugueses, os habitantes mais comuns da região, embora existissem, também, tribos de outras vertentes tupinambás.

Essas tribos consumiam, basicamente, peixes e crustáceos, e complementavam a dieta com o consumo da mandioca e com os animais da caça. A produção de cerâmica se destacava nessas tribos, que também marcaram participação nos conflitos que viriam a ocorrer entre portugueses e corsários, principalmente franceses.

Descoberta
Após decidir se separar do resto da frota da segunda expedição à costa brasileira, Américo Vespúcio navega rumo ao sul, chegando à praia atualmente conhecida como "Praia do Forno" e ancorando, logo em seguida, na Praia da Rama (atual "Praia dos Anjos"). Ao lugar, deu-se o nome de Cabo Frio, devido a fatores que, de certa forma, fascinaram os navegantes. Dentre eles:

Marco histórico de Arraial do Cabo visto da "Praia dos Anjos"As correntes marítimas locais possuíam uma temperatura substancialmente mais fria que as temperaturas normais das águas da costa brasileira (atualmente esse fenômeno é conhecido como ressurgência).

Os ventos constantes eram, também, muito mais frios do que no resto do litoral, dando a impressão de que a temperatura local fosse mais baixa do que realmente era.
As condições do tempo mudavam rapidamente no local, passando subitamente de um dia ensolarado para um dia nublado, com alta possibilidade de formação de nevoeiro e, em alguns casos, agitando o mar.

Povoamento
Américo Vespúcio decidiu, então, construir um forte no local (cujas ruínas permanecem no local, acessível por trilha entre a Praia do Forno e a Prainha), onde ele deixou 24 homens com armas e mantimentos.

Fachada da "Casa da Piedra".Posteriormente, foi construída feitoria em local próximo. Mas o local exato ainda não foi definido. Para alguns, ela está localizada no próprio Arraial do Cabo, para outros, em Cabo Frio. Mas é certo que essa foi, de fato, a primeira feitoria no Brasil.

Provavelmente como consequência do estabelecimento dessa feitoria, começou a se desenvolver em arraial um modesto povoamento, sendo esse um dos primeiros (possivelmente o primeiro) em território brasileiro. Ainda é possível ver, na cidade, a primeira construção de alvenaria da terra recém-descoberta, a "Casa da Piedra".

Existe na cidade um marco histórico que lembra a visita de Américo Vespúcio nesta época. Composto de um obelisco, um poço, existente desde então e uma placa resumindo parte da história local.

História recente
Durante séculos, a cidade seguiu sua vocação natural como vila de pescadores. E foi na primeira metade do século XX, em 1943, com a implantação da Companhia Nacional de Álcalis, que a economia local foi impulsionada. A fábrica produzia barrilha, matéria-prima para fabricação de vidros. A oferta de emprego aumentou. Mão-de-obra qualificada da unidade da Álcalis no Rio Grande do Norte foi trazida para a cidade e as ofertas de empregos acabaram trazendo trabalhadores de outras regiões. Isso contribuiu para a consolidação e para o crescimento da cidade.

Durante anos, Arraial do Cabo pertenceu a Cabo Frio, sendo seu principal distrito. Em 13 de maio de 1985, a cidade teve sua emancipação assinada por Leonel de Moura Brizola, governador do Estado do Rio de Janeiro na época. No dia 15 de novembro de 1985, foi eleito o primeiro prefeito Renato Vianna, que assumiria a prefeitura no dia 1º de janeiro de 1986. Hoje, o município de Arraial do Cabo possui dois Distritos: Monte Alto e Figueira.

Geografia
Arraial do Cabo limita-se a norte com os municípios de Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia e Cabo Frio, a leste e a sul, com o Oceano Atlântico e a oeste, com o município de Araruama.

O clima de Arraial do Cabo é tropical litorâneo, com muito vento que estabiliza as temperaturas, o município praticamente desconhece temperaturas muito elevadas ou muito baixas. No ano de 2007 a máxima absoluta foi de apenas 31,7°C (a menor de todo o estado) e a mínima de 12,9°C. Historicamente, o município tem máxima absoluta de 34°C e mínima de 10°C. Também chove bem pouco, com média pluviométrica anual de cerca de 800mm. A insolação (horas de sol) é uma das maiores do estado.

O município é conhecido como a "capital do mergulho". As praias de águas transparente e areia muito branca tornam sua costa num dos locais brasileiros mais propícios para a pesca submarina e mergulho. A abundante fauna marinha é decorrente da ressurgência, um fenômeno oceanográfico que consiste na subida de águas profundas e ricas em nutrientes, para regiões menos profundas do oceano. As principais praias são: Praia dos Anjos (onde se localiza o Porto do Forno), Praia do Forno, Praia Grande, Prainha, Prainhas, Praia da Ilha do Farol (eleita em 2000 a praia mais perfeita do Brasil pela Revista Veja), entre outras.

O município também conta com uma área preservada pelo IBAMA, a restinga de Massambaba (estreito pedaço de terra, banhado a sul pelo Oceano Atlântico e a Norte pela Lagoa de Araruama) onde são encontradas as mais exóticas orquídeas do mundo.